[Fernanda Fatureto]

É preciso saber
destituir poderes vazios.
Dosar o desamparo,
Ressuscitar a dor por detrás do choro.
Negar o último grito seria retroceder
ao início do dia,
retomar o medo enquanto medida preventiva
de tempos sombrios.
Tomo o ato em plena quarta-feira de cinzas,
como um índio e sua dança da chuva
como quem canta sua última canção:
Nunca calar a media voz.

Anúncios

Um comentário em “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s